FELIZ 2016

sábado, 28 de março de 2015

Sem ambulância, idosa é carregada em rede num percurso de 5 km...Enquanto isso, na Câmara em Brasília ''1 bilhão" para acabar com os puxadinhos !!!

Uma idosa foi carregada em uma rede por aproximadamente cinco quilômetros para conseguir atendimento médico no povoado Brejinho, zona rural do município de Bacabal, no Maranhão. O caso aconteceu no último domimgo (22), e a família afirma que ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) não apareceram.
Segundo a família, a ambulância do Samu não apareceu e, por isso, a família decidiu carregar a idosa em uma rede para conseguir atendimento.
De acordo com Franciane Sousa, nora da idosa, a família decidiu tomar essa atitude porque o Samu teria negado atendimento duas vezes. “Liguei no sábado pela manhã e liguei no domingo, mas eles disseram que a estrada era ruim, que estava chovendo e o funcionário me disse que tinham quatro ambulâncias lá, mas três estavam quebradas e uma de suporte na rua, atendendo a população”, lamenta.
A idosa só conseguiu atendimento no dia seguinte e foi levada para São Luís, onde permanece internada em estado grave. Segundo a família, dona Alaíde luta contra um câncer há oito anos.
Os moradores registraram o momento em que a idosa era transportada. As imagens mostram que eles tiveram que passar por dentro de um igarapé. A comunidade reclama que o acesso à saúde pública é um problema comum no povoado, onde moram quase cinco mil pessoas.
A direção do Samu em Bacabal confirmou que no dia em que a idosa precisou de atendimento as ambulâncias estavam quebradas. “Nós tínhamos duas ambulâncias paraddas, mas, esta semana, todos nossos problemas foram resolvidos”, explica.
A secretária de Saúde de Bacabal, Márcia Regina, informou que as equipes do Programa Saúde da Família (PSF) estão realizando os atendimentos na zona rural diariamente, mas que o acesso a algumas comunidades, por causa das chuvas, tem sido prejudicado. Ela disse, ainda, que vai entrar em contato com o secretário de Obras do município, Pedro Rocha, para ver o que pode ser feito para melhorar a situação das estradas.
Outro caso
Onde a saúde não chega, são os próprios moradores que salvam as vidas uns dos outros. O aposentado Vicente das Neves, de 86 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e há dois meses é filha quem cuida dele. Marta conta que a equipe de saúde do posto se negou a atender o pai dela e que o material para fazer os curativos necessários ela que precisou comprar.
“Eu chego lá e ela diz que não tem material nenhum para me dar. Eu tenho que tirar do meu bolso o dinheiro para comprar o material para fazer curativo três vezes ao dia no pé dele”, revela Marta.
Sem atendimento, grávida perde gêmeos
No início da semana, também em Bacabal, uma mulher grávida de gêmeos perdeu os bebês após entrar em trabalho de parto dentro de um carro particular, após ter procurado dois hospitais e não conseguir ser atendida. A família afirma que houve negligência médica, porque os hospitais de Alto Alegre do Maranhão e Bacabal teriam negado atendimento.
A direção do hospital de Alto Alegre do Maranhão informou que não possui UTI Neo Natal e que os médicos não foram informados sobre o estado de saúde da paciente. A Secretaria de Saúde de Bacabal informou que o hospital não se negou em atender a grávida.

domingo, 22 de março de 2015

Em Dona Inês-PB...Futebol amador...

FUTEBOL...
Neste sábado, (21) ás 16h00, no Estadio Municipal (O Luizão)...
Decisão do Campeonato Municipal de Dona Inês-2015...
Em jogo cheio de gols, mais só para um lado...
O Vasco não teve dó do São Caetano, apricano-le uma goleada de 5 a 0...
As duas equipes decidiram a final do certame, pois o Vasco do Sítio Brejinho foi o campeão do primeiro turno...E o São Caetano do Sítio Lagoa do Braz campeão do segundo turno...
Vasco e São Caetano já havia decidido o segundo turno, onde empataram em 0 a 0, com o São Caetano vencendo nos penaltis...

Parabéns as duas equipes...



sábado, 7 de março de 2015

LAVA JATO, A LISTA COM NOMES DOS POLÍTICOS CITADOS:

PSDB:
 Aécio Neves e Antonio Anastasia-Senadores-PSDB-MG
PMDB:
 1-Alexandre Santos-Deputado Federal-RS, 2-Anibal Gomes Deputado Federal-CE, 3-Eduardo Cunha Presidente da Câmara-RJ, 4 Henrique Eduardo Alves Deputado Federal-RN, 5 Edson Lobão Senador e ex-ministro da Energia, 6 Rena Calheiros Presidente do Senado-AL, 7 Romero Jucá Senador-RR, 8 Roseana Sarney ex-gonernadora-MA, 9 Valdir Raupp Senador-RO
PP:
 1-Afonso Hamm Deputado Federal-RS, 2-Aguinaldo Ribeiro Deputado Federal e ex-ministro das cidades-PB, 3-Aline Corrêaex-deputada-SP, 4-Arthur Lira Deputado Federal-AL, 5-Benedito de Lira Senador-AL, 6-Carlos Magno ex-deputado-RO, 7-Ciro Nogueira Senador-PI, 8-Dilceu Sperafico Deputado Federal-PR, 9-Eduardo da Fonte-PE, 10-Luiz Fernando Faria Deputado Federal-MG, 11-Jose Otavio Germano Deputado Federal-RS, 12-Gladison Camali Senador-AC, 13-Geromino Goergen Deputado Federal-RS, 14-Jão Leão ex-deputado-BA, 15-João Pizzolatti ex-deputado-SC, 16-Jose Linhares ex-deputado-CE, 17-Lazaro Botelho Deputado Federal-TO, 18-Luiz Carlos Heinze Deputado Federal-RS, 19-Luiz Argôlo ex-deputado-BA, 20-Missionário Jose Olimpio Deputado Federal-SP, 21-Mário Negromonte ex-ministro das cidades-BA, 22-Nelson Meurer Deputado Federal-PR, 23-Pedro Corrêa ex-deputado-PE, 24-Pedro Henry ex-deputado-MT, 25-Renato Molling Deputado Fderal-RS, 26-Roberto Teixeira ex-deputado-PE, 27-Roberto Balestra Deputado Federal-GO, 28-Roberto Brito Deputado Federal-BA, 29-Sandes Junior Deputado Federal-GO, 30-Simão Sessim Deputado Federal-RJ, 31-Vilson Covatti ex-daputado-RS, 32-Waldir Maranhão Deputado Federal-MA
PT:
1-Candido Vaccarezza ex-deputado-SP, 2-Delcidio Amaral Senador-MS, 3-Gleise Hoffmann Senadora-PR, 4-João Vacarri operador, 5-Jose Mentor Deputado Federal-SP, 6-Lindberg Farias Senador-RJ, 7-Vander Loubet Deputado Federal-MS, 8-Humberto Costa Senador-PE
PTB:
 Fernadno Collor Senador-AL
SEM PARTIDO:
 Fernando Baiano operador
OBS:
Pedido de arquivamento:
SENADORES:
Aécio Neves
Delcidio Amaral
EX-DEPUTADOS:
Alexandre Santos (PMDB-RJ)
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN)






domingo, 1 de março de 2015

Filme mostra o som e a tradição do repente na capital paulista...

'Pé-de-Parede', de Benjamin Potet e Jesus Carlos, apresenta os repentistas que improvisam seus versos nos bares e esquinas da Grande São Paulo. Projeto está em fase de captação de recursos no Catarse.

“O poeta repentista espera poder somente afinar a viola e quer ter a plateia de frente/ A televisão também precisa mostrar a gente”. O verso cantado em um bar da Bela Vista, em São Paulo, faz parte do documentário Pé-de-Parede, dirigido pelo francês Benjamin Potet e Jesus Carlos, fotógrafo colaborador da RBA. O filme, cujas gravações começaram em setembro do ano passado, registra, documenta e pretende divulgar o repente feito pela comunidade nordestina na capital paulista.

Segundo Jesus Carlos, a ideia de fazer um documentário sobre esta importante expressão da cultura popular e tradicional brasileira surgiu por acaso: “Perto de onde eu moro, aqui na Bela Vista, tem um bar e em uma das vezes que passei por lá, eu vi um cartaz na parede anunciando a apresentação de uma dupla de repentistas. Fazia muito tempo que eu não via repente, a última vez tinha sido em feiras, no Nordeste.” O fotógrafo ficou intrigado e foi descobrindo o rico universo dos repentistas em São Paulo e logo percebeu que o assunto renderia um filme. Apesar de ser uma arte nascida no Nordeste, ela conta com representatividade na capital paulista, cidade com uma enorme comunidade nordestina.

O que os diretores decidiram retratar no filme foi um tipo específico de repente: o pé-de-parede, expressão mais genuína desta arte tipicamente nordestina, apresentada pelos seus improvisadores nos bares e esquinas, ou seja, longe dos palcos. “O pé-de-parede nada mais é do que dois bancos, uma mesinha para eles deixarem uma bandeja para o pessoal financiar a apresentação e os repentistas encostados na parede, improvisando. Eles mesmos chamam esse tipo de apresentação de pé-de-parede”, afirma Jesus Carlos. A ideia é mostrar como é o trabalho destes artistas e a importância de seus apoiadores, conhecidos como apologistas, que acompanham os shows e financiam esta arte com doações.
Além de apresentar o trabalho e a tradição do Nordeste em São Paulo, o filme coloca em discussão a questão do preconceito. “Eles falam que existe um preconceito muito forte contra a cultura nordestina, que não há divulgação na imprensa da cultura do repente, falam sobre todas as dificuldades e que se não fossem os apologistas, eles não conseguiriam sobreviver... Nós abordamos tudo isso”, afirma o diretor. “Pelo menos o filme vai levantar a discussão sobre o preconceito, as condições de trabalho e vai apresentar essa cultura que quase ninguém conhece e que é muito refinada e cheia de códigos”, completa.
A equipe – composta pelos dois diretores, mais Felipe Pompêo, Homero Barreto e Bruno Barrio – começou as filmagens em setembro e, assim como os repentistas fazem em suas apresentações, está passando a bandeja noCatarse para captar recursos e finalizar o média-metragem que deve ter cerca de 25 minutos.
A intenção é que Pé-de-Parede seja lançado ainda no primeiro semestre deste ano e que conte também com um site que vai apresentar material inédito sobre o repente em São Paulo. “O site deve se tornar uma referência para essa arte e seus estudiosos e contribuir para divulgá-la além do alcance do filme”, almeja a equipe.
O projeto no Catarse pretende arrecadar R$ 9.897,00 para finalizar a obra e colocar o site no ar. Para isso, eles têm até dia 30 para alcançar o valor total, caso contrário todo o dinheiro arrecadado retorna aos doadores. Para contribuir, visite http://catarse.me/pt/pedeparede.