FELIZ 2016

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Pâmela Bório usou avião do Estado em viagem particular à Minas Gerais

Pâmela no avião do governo04b
Fim do mistério. O jornalista Helder Moura, do Jornal da Paraíba, enfim, desvendou a viagem da primeira-dama ao estado de Minas Gerais para participar de entrega da premiação pelos 'relevantes' serviços prestados ao turismo paraibano .
O jornalista teve acesso ao plano de voo da aeronave do Governo do Estado ( King Air, de prefixo PR-EPB), utilizado por Pâmela Bório para a viagem a Belo Horizonte.
 Confira a matéria de Helder Moura:  
Quem tinha alguma dúvida que a primeira-dama, Pâmela Bório, usou a aeronave do Estado para viajar a Minas Gerais, não deve ter mais. O Blog teve acesso ao plano de voo do King Air, de prefixo PR-EPB (no jargão aeroviário fala-se papá-romeu EPB), entre os dias 12 e 13 de maio e está confirmado: o avião do Estado foi usado por Pâmela para ir a Belo Horizonte.
Como se sabe, a primeira-dama viajou para receber, na noite do dia 13 de maio (uma segunda-feira), premiação oferecida pelo jornal MG Turismo, que estava completando 28 anos. Pâmela foi uma das celebridades agraciadas com o troféu "Mulher Influente", provavelmente pelos seus préstimos ao turismo mineiro. E seguiu acompanhada de profissionais que foram fazer a cobertura do evento.
Conforme o plano de voo, o avião do Estado decolou às 19h00 (22h00 no horário padrão aéreo) do Aeroporto Castro Pinto (SBJP), com a primeira-dama e comitiva.

ADEUS ÀS ARMAS



Marcos Tavares
Conta a história que Lampião atacou Mossoró. Atacou e foi repelido, não pela polícia ou pelas volantes, mas pelo povo de Mossoró, que resolveu enfrentar o temido cangaceiro em defesa de seus bens e sua vida. Fosse nos dias de hoje, Lampião teria tomado a cidade, pois nenhum cidadão de bem pode mais ter uma arma para garantir sua vida, sua família ou sua propriedade. Só que o governo do PT que desarmou o cidadão esqueceu de fazer o mesmo com os bandidos e hoje somos todos reféns do medo, trancados dentro de casa enquanto a marginália domina a cidade.
Podem me chamar de obsessivo, mas vale a pena medir a escalada da violência depois do desarmamento geral. Quem entrava antes num restaurante ou bar e rendia sozinho vinte a trinta pessoas levando seus pertences e dinheiro? Era inadmissível. Alguém estaria armado e revidaria à altura a agressão. Hoje os bandidos sabem que tem o caminho livre que vão encontrar vítimas completamente indefesas para assaltar e matar. E o cidadão que ousar ter uma arma para fazer o que a polícia não faz será devidamente preso e processado na forma da Lei.
A população desarma-se naturalmente quando se sente segura. Os nossos avós portavam armas porque moravam em locais distantes, longe da civilização e da Lei e por isso cabia a cada um defender sua casa. Só que esse tempo voltou. Estamos de novo expostos a terrível violência em casa, nos ônibus, no trabalho e até no lazer, e a polícia é insuficiente para nos garantir a vida e a propriedade. Junte-se a isso uma população acuada, desarmada e impedida de se defender e temos o que é o Brasil de hoje, o paraíso dos bandidos, o sonho de todo marginal tornado real nessa nossa terra.
Na gaveta
Tanto barulho por nada. A concordância com o empréstimo da Cagepa para sanar suas dificuldades financeiras rendeu um drama legislativo e um quase enfrentamento entre governador e deputados.
Tudo por conta da urgência que parecia haver. Acontece que esse mesmo empréstimo dorme hoje placidamente numa gaveta em Brasília sem que ninguém do Estado tenha poderes para apressar sua liberação ou ao menos acenar com uma data.
Como se vê, havia mais disposição para a briga do que para sanar a insustentável situação econômica da empresa que deve o que não tem, paga o que não pode e vive asfixiada pelos compromissos.
Apagando
Romero Rodrigues vai ser alvo nessa próxima eleição, mesmo não sendo candidato a nada. Já se anuncia que ele recusou uma audiência ao ex-deputado Ivandro Cunha Lima, hoje o chefe do clã em Campina.
É bom Romero ir cuidando de apagar logo esse fogo antes que as labaredas cresçam. Como se sabe, qualquer coisa muito repetida termina ganhando fotos de verdade e aí fica pior para consertar.
Afinal, Romero não deve ter perdido o juízo para negar uma audiência privada a Ivandro.

Segurança
Essa onda de assaltos a caixas eletrônicos e agências de bancos já se enquadra na Lei de Segurança Nacional.
Não é somente para prender comunistas que ela existe.
Campanha
Aécio Neves está sendo aguardado para o São João de Campina Grande.
Será que, além de comer canjica e dançar forró, ele quer levar Cássio mesmo a uma candidatura?
Veto
Ricardo Coutinho cumpre o que prometeu e vetou as modificações incluídas na mensagem de aumento do funcionalismo pelos deputados.
Ele alegou inconstitucionalidade nas emendas e agora a bola fica na mão da AL para veto do veto.
Remédios
Paliativos não resolvem nosso trânsito. Alargar a Epitácio Pessoa nos privará de algumas flores e dá mais uma opção para quem vai à praia.
Mas nós precisamos mesmo é de outra rota que ligue o litoral à cidade.
Pra valer
Alguns prefeitos não levaram muito a sério a recomendação judicial para pagar os precatórios.
Resultado: tiveram contas bloqueadas e agora não podem movimentar um tostão.
Muito bem
Dizem que o ministro Aguinaldo Ribeiro está muito bem em Brasília e por isso sonha com o Governo do Estado.
Para isso ele precisa estar bem também - e principalmente - na Paraíba.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Governador veta emendas de deputados que elevam gastos com folha de pessoal

Ricardo Coutinho
O governador Ricardo Coutinho vetou totalmente, por considerar inconstitucional o Projeto de Lei de Conversão PLConv nª 002/2013, que define o reajuste para o servidor público estadual, aprovado na Assembleia Legislativa neste mês. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (30) no Diário Oficial do Governo do Estado.
A Medida Provisória 204/2013, de autoria do governador, foi alterada por seis emendas apresentadas pela bancada da oposição, uma delas incluem o aumento de 3% para o índice previsto de 5,84% no reajuste linear de todos os servidores estaduais.
De acordo com a publicação, um estudo preliminar da Gerência de Tecnologia da Informação da Secretaria de Estado da Administração demonstra que, com alteração parlamentar, a folha de pagamento do Estado será elevada em R$ 106 milhões e 544 mil.

Resumo da despesa anual com as emendas do Legislativo
Foto: Resumo da despesa anual com as emendas do Legislativo
Créditos: Diário Oficial
Ainda segundo a publicação, as normas presentes na Medida Provisória têm conteúdo material qual competência cabe ao chefe do Executivo, e não, ao Legislativo,“sob pena de incidir em vício formal de inconstitucionalidade”, pois a “eventual emenda parlamentar não pode aumentar despesa ou fugir da pertinência temática”.
O veto total do governador segue agora para votação na Assembleia Legislativa, onde passará por votação dos deputados. O procurador geral da Paraíba, Gilberto Carneiro, já se pronunciou afirmando que, caso o veto seja rejeitado na ALPB, o Estado entrará na justiça para derrubar a medida.
Nessa segunda-feira (27), o governador Ricardo Coutinho reuniu a bancada governista para afinar o discurso contra as denúncias da oposição e ratificar a unidade nas próximas votações na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Na reunião estavam presentes 15 dos 17 deputados de sua base aliada e pediu unidade na votação para que seja mantido o veto publicado no Diário nesta quinta, sendo mantido integralmente.
A matéria deve ser votada na ALPB na próxima semana.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Ministério Público propõe fechamento das agências que não oferecem segurança na Paraíba

O Ministério Público do Estado vai entrar com uma ação civil pública propondo o fechamento imediato de todas instituições bancárias que não oferecem o mínimo de segurança aos seus usuários. A informação é do procurador-geral de Justiça do Estado, Oswaldo Trigueiro, na manhã desta quarta-feira (29).
“Precisamos avançar, o Ministério Público quer contribuir com a segurança bancária. Vamos propor através de uma ação civil pública, o fechamento das cidades, como Princesa Isabel, que não ofereçam um mínimo de segurança aos funcionários e usuários”, esclareceu o procurador.
O procurador também disse que a falta de estrutura das agências é um atrativo e estimula a bandidagem. “Não podemos aceitar que agências se instalem com apenas uma porta de vidro e um gesso, isto, é um atrativo e estimulante a bandidagem. Não vamos deixar que estes estabelecimentos coloquem em risco a população.
Na manhã desta quarta-feira (29), a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social informou que mais de 50 policiais militares e 20 policiais civis da Paraíba, com apoio das Polícias de Pernambuco, estão em diligência na divisa entre os dois estados no intuito de localizar e prender a quadrilha de assaltantes.
De acordo com o secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, já na madrugada desta quarta-feira (29), um helicóptero de Pernambuco será utilizado para sobrevoar a área próxima à cidade pernambucana de Flores. O delegado da região de Patos, André Rabelo, foi designado para coordenar as ações policiais.
A Polícia da Paraíba tem trabalhado de forma integrada com outros estados e coordena atualmente a operação Divisa Segura, que tem como objetivo prevenir e enfrentar os crimes contra a vida e patrimônio, principalmente aqueles contra instituições bancárias. “Além disso, investimos em repressão qualificada e em inteligência policial. Os efetivos das polícias Civil e Militar da Paraíba continuam empenhados no cerco contra os criminosos", afirmou o secretário Cláudio Lima.
A QUE PONTO CHEGAMOS, O ESTADO NÃO NOS DAR SEGURANÇA. O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL ENVÉS DE  COBRAR DO ESTADO SEGURANÇA PARA A POPULAÇÃO, QUERER DEIXAR AS PESSOAS DE BEM SEM SERVIÇOS BANCÁRIOS, É O ABSURDO DOS ABSURDOS.

Ambientalista Aramy cria petição pública em prol do Azulão Nordestino


O Ambientalista fagundense, Aramy Fablicio, criou uma
petição pública para proteger da extinção o Azulão Nordestino.
A petição já foi assinada por centenas de pessoas e visa
chamar a atenção das autoridades para a preservação
dessa ave nordestina.
Veja abaixo a petição e como você também pode assinar.

PETIÇÃO PÚBLICA
Alerta: Risco de extinção da Ave Azulão do Nordeste
Aos órgãos competentes:
Ministério do Meio Ambiente, IBAMA e afins, nossa indignação
com a falta de atitude contra a extinção de ave Azulão do
Nordeste, importante espécime da fauna do Nordeste
brasileiro. Essas aves se encontram engaioladas em residências,
à venda em feiras livres, etc.

Para solucionar tamanha perda ao nosso meio ambiente, que
seja feita uma apreensão dessas aves. Depois de recuperadas
de cativeiros e de seu comércio ilegal, devem passar por uma
triagem no IBAMA e serem soltas na região árida do nordeste,
que é seu habitat natural. 

Com essa medida está garantida a sua procriação e a
perpetuação da espécie. Esta é a uma ação emergencial
para salvar a Ave Azulão do Nordeste de extinção. Observamos
que as autoridades competentes não praticam a lei 9.605/98
CapítuloV
dos crimes contra a Fauna Art.29. que diz : Matar, perseguir,
caçar, apanhar,
utilizar espécimes da fauna Silvestre, nativos ou em rotas
migratória, sem a
devida permissão, licença ou autorização dos órgãos
competentes, ou em acordo
com a obtida. A Pena para tal delito é de multa, detenção de
seis meses a um ano.

Para votar acesse o  Link

Sem espaço na TV, Tiririca agora afirma que continua na política

Sem espaço na televisão para protagonizar um programa de humor, o deputado Tiririca (PR-SP) anunciou nesta terça-feira (28) que continua na vida política.

Francisco Everardo Oliveira Silva, 45, (palhaço Tiririca)
Em fevereiro, o deputado havia afirmado que estava desiludo com a política e queria voltar a ser apenas palhaço, carreira que lhe deu fama.

Hoje, Tiririca mudou o discurso para fazer questão de mostrar afinidade com a cúpula do PR.

Deputado federal mais votado do país em 2010, com cerca de 1,3 milhão de votos, Tiririca demonstrou compreensão com antigas reclamações ao processo legislativo, como a dificuldade de aprovar projetos.

Nos últimos dias, Tiririca também trocou a equipe de gabinete, numa ação que teria sido orquestrada pelo deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP).

Antes da reunião com a cúpula de seu partido, porém, Tiririca tentou negociar um novo programa de humor, que foi vetado pela TV Record, com quem rescindiu o contrato.

"Sai numa boa. Pedi um programa para mim, quase nove anos na casa. Falaram que não tinha projeto, então pedi para me liberarem", disse.

Segundo ele, existem poucos programas de humor na televisão. "Hoje, tem 'Praça é Nossa' (SBT) e 'Zorra Total' (TV Globo). O resto é mistura de coisas. Está faltando na televisão um programa tipo 'Os Trapalhões', que parava todo o Brasil. Os comediantes estão migrando para a novela", afirmou.

Tiririca não disse se vai concorrer à reeleição na Câmara ou a outro cargo. "Pode caracterizar pré-campanha. Só estou dizendo que eu continuo na vida política."

O deputado afirmou que pesou na sua decisão o apelo da cúpula do partido e de seus eleitores. Eleito com os bordões de campanha "Pior que está não fica" e "Você sabe o que faz um deputado?", ele negou que esteja encantado pelo poder.

"Eu não me preocupo muito com poder. Sou artista popular e vivo com isso. Me preocupo em dar voz para o povo", afirmou.

E completou: "deputado trabalha muito e produz pouco. É um trabalho grandioso. Mas eu chego em casa e falo: não sei como os velhinhos aguentam. Poderiam estar em casa curtindo a família e estão trabalhando".

Quase dois anos e meio após assumir o mandato, Tiririca apresentou sete projetos e nunca discursou na tribuna. Nenhuma proposta foi aprovada.

"Galera quer que fale muito. Não sei porque essa preocupação. Se tiver alguma coisa para falar, vou falar. Falar por falar, não."

Ele disse que os apelos que recebe na rua para continuar na política acontecem, especialmente, por ser um dos sete deputados que tem 100% de presença. Ele inclusive transformou isso em slogan: Tiririca 100%.

"Eu destaco bastante o lance de estar presente em todas as sessões, as comissões eu acho isso fantástico", disse.

Tiririca vai começar a fazer rodadas de caravanas em São Paulo visitando 50 cidades a partir do próximo mês.

O líder do PR, Anthony Garotinho (RJ), reconheceu que Tiririca permanece como grande puxador de votos em pesquisas recentes feitas pelo partido.

FAO aposta que mandioca será principal cultivo do século 21

Para tanto, segundo a organização, será preciso um modelo de agricultura sustentável que satisfaça o aumento da demanda.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) disse que a mandioca é um tubérculo com "grande potencial" e pode se transformar no principal cultivo do século 21 se for realizado um modelo de agricultura sustentável que satisfaça o aumento da demanda.

O modelo de agricultura promovido pela FAO, chamado "economizar para crescer", pode aumentar de maneira sustentável os rendimentos gerados pelo cultivo da mandioca em 400%, afirmou hoje (28) a organização, com sede em Roma, por meio de um comunicado.

Para a FAO, este objetivo pode ser alcançado por meio da melhoria da qualidade e saúde da terra, em vez do uso intensivo de produtos químicos.

Em lugar das monoculturas associadas normalmente aos sistemas agrícolas intensivos, o programa "Economizar para crescer" estimula o cultivo misto, rotação de produção e o não uso de pesticidas químicos.

Segundo a organização, estas práticas deram resultados "espetaculares" em testes realizados no Vietnã, onde os camponeses aumentaram os rendimentos da mandioca em 400%.

Na Colômbia, a rotação do cultivo de mandioca com feijão e sorgo (tipo de cereal) impulsionou os rendimentos, o que não se tinha conseguido só com o uso de adubos minerais.

A FAO explicou que a produção mundial do tubérculo aumentou em 60% desde 2000 e se acelerará ainda mais na década atual.

Uma das razões que fomentam a demanda de mandioca é o elevado preço dos cereais, o que transforma o tubérculo em uma alternativa "atrativa" ao trigo e ao milho. Da mandioca se obtém uma farinha de alta qualidade, que pode ser usada como substituta ao trigo.

terça-feira, 28 de maio de 2013

Justiça manda PSDB tirar parte de programa com Aécio Neves

PT alegou que tucanos fizeram propaganda eleitoral antecipada.
Programas dos dias 28 de maio e 1º de junho terão que ser trocados.

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Laurita Vaz determinou a suspensão de trecho de programa do PSDB no rádio e na TV em que o senador Aécio Neves, recém-eleito presidente da legenda, cita sua atuação como governador de Minas Gerais e diz que quer conversar com a população sobre alternativas para "cuidar melhor do Brasil".
Laurita entendeu que houve promoção pessoal e concedeu ao PSDB a possibilidade de alterar o trecho no programa a ser exibido nos dias 28 de maio e 1º de junho. A propaganda já foi veiculada nos dias 21 e 25 de maio.
A decisão foi tomada na sexta (24) e divulgada nesta segunda (27) após representação apresentada pelo PT que alegou "flagrante propaganda eleitoral antecipada, mediante a divulgação de imagem pessoal do pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, senador Aécio Neves, claramente com o intuito de alavancar sua popularidade eleitoral".
A ministra afirmou, na decisão, que a lei obriga que a propaganda seja utilizada para transmitir mensagem sobre as atividades partidárias, e não para a promoção de filiados.Ela determinou a exclusão do trecho em que Aécio diz: "O Brasil é um país de muitas riquezas, mas a maior delas é a nossa gente. Eu entrei na vida pública vendo brasileiros de todas as crenças conquistando a liberdade. Aprendi a respeitar as diferenças e a jamais abrir mão de princípios. Quando fui governador, Minas recuperou a sua força e se tornou referência em educação. Agora, como presidente do PSDB, quero conversar com você, porque juntos podemos cuidar melhor do Brasil."
Para a ministra, há "nítida predominância da linguagem em primeira pessoa".
Laurita diz, porém, que o fato de Aécio apresentar o restante do programa, que aborda educação, inflação e gastos públicos, não faz a peça ser irregular. 
"As circunstâncias de as inserções estarem protagonizadas por liderança política titular de mandato eletivo e de explorar feitos supostamente encetados no exercício do cargo, não induzem, por si mesmas, à exclusiva promoção pessoal em desvio das finalidades legais, sobretudo quando se cuida do presidente nacional do partido."
A decisão foi liminar (provisória) e ainda terá de ser analisada pelo plenário do tribunal. No mérito, o PT pede suspensão do direito de propaganda gratuita do PSDB  no segundo semestre deste ano e multas que podem chegar a R$ 25 mil ao partido e a Aécio.
Em nota, o PSDB destacou o fato de o TSE ter suspendido uma única peça, não atendendo o pedido do PT, que questionou três de quatro inserções partidárias. O partido informou ainda que apresentará defesa ao tribunal.
"A ministra considerou não ter ocorrido antecipação do horário eleitoral", ressaltou o PSDB. "Uma única inserção foi suspensa em razão de conter uma frase não compatível com os termos estabelecidos para propaganda de natureza partidária", completou.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Luiz Couto critica parlamentares que defendem prisões para crianças e adolescentes !!!

Luiz Couto critica parlamentares que defendem prisões para crianças e adolescentes‏
O deputado Luiz Couto (PT-PB) criticou, da tribuna da Câmara Federal, os parlamentares "que em vez de unir força e ajudar as crianças, os jovens e os adolescentes na luta em favor da educação infantil e da cultura juvenil, estão querendo encarcerá-los em prisões abarrotadas e sujas".

Couto disse que muitas vezes, ao priorizar as agendas e temas do Legislativo, não se percebe que há uma infinidade de direitos sendo violados diariamente. Esta ação, segundo ele, explica que a atuação em parceria é necessária.

"Diariamente assistimos, nas mídias brasileiras, os trágicos e desumanos casos de pedofilia, exploração sexual e de tortura psicológica e física de crianças, adolescentes e jovens. Todos os dias, a dignidade de alguma criança, um jovem ou adolescente é roubada. Cotidianamente vemos o quanto precisamos mudar e evoluir nesta luta contra os filhos da promessa", analisou.

O parlamentar enfatizou que a infância e a juventude, com atenção especial à adolescência, estão gritando por mobilização e pedindo socorro. "Se não for por nós defensores de direitos humanos, dificilmente ouvimos falar sobre as boas práticas ou a defesa de direitos, como educação de qualidade, saúde preventiva, transporte público, cultura, lazer e tantas outras políticas públicas essenciais", acrescentou.

Luiz Couto defendeu a rejeição de todos os projetos que tirem os direitos das crianças, adolescentes e jovens, e sugeriu que a Câmara aprove projetos que ampliem e assegurem a implantação de novos direitos. Couto também fez um apelo para se crie uma coletividade, a fim de que haja uma preocupação com o bem-estar das atuais e futuras gerações brasileiras. "Devemos realizar debates, enfrentar desafios e estabelecer encaminhamentos e prioridades relacionadas a esta agenda em defesa dos direitos de crianças, jovens e adolescentes", completou.

O petista concluiu o pronunciamento com um questionamento aos parlamentares: "Ainda querem penalizar as crianças, os jovens e os adolescentes, ou querem unir forças para revitalizar a educação, a cultura, a integridade e a ordem social?".


NO DIA QUE O DEPUTADO FEDERAL PADRE LUIZ COUTO TIRAR A BATINA E RESOLVER TRABALHAR COMO DEPUTADO EM PRO DAS PESSOAS DE BEM NO BRASIL, EU PASSAREI A OUVI-LO, POR ENQUANTO SÓ TENHO A LAMENTAR O QUE DIZ O DEPUTADO QUANDO ABRE SUA BOCA. POIS ESTÁ SE FALANDO DE CRIMINOSOS MIRINS, E NÃO DE CRIANÇAS, CRIANÇAS SÃO AQUELAS QUE ESTÃO BRINCANDO EM CASA COM SUA FAMÍLIA, E NÃO TIRANDO VIDAS DE PESSOAS PARA ROUBA-LAS.


DIREITOS VIOLADOS, SÃO OS DIREITO DAS VIDAS QUE ESTÃO SENDO TIRADAS, POR MENORES BANDIDOS. 
EU VOS PERGUNTO TEM NO MUNDO DIREITO MAIOR, DO QUE O DIREITO DE VIVER ?

É POR CAUSA DE PESSOAS COM ESTE PENSAMENTO LÁ EM BRASÍLIA, QUE O PAÍS ESTÁ NESTA SITUAÇÃO.

(Dé Anízio)


sábado, 25 de maio de 2013

BELEZA NORDESTINA NO RJ


Vencedora ganha prêmio de R$ 5 mil, além de uma viagem para a região.
Concurso foi apresentado pelo coreógrafo Fly e atriz Fabiana Karla.


Luisa Machado, candidata do Piauí, foi a escolhida (Foto: Divulgação/Beleza Nordestina)
 Luisa Machado, candidata do Piauí, foi aescolhida (Foto: Divulgação/Beleza Nordestina)
A mais bela mulher nordestina de sangue, mas carioca de casa e coração, foi escolhida na noite desta sexta-feira (24), na Feira de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. As quinze finalistas desfilaram sua beleza pouco antes do show de Elymar Santos, e quem levou a melhor foi Luísa Machado Galeno, representante do Piauí.
Parentes e colegas das candidatas foram prestigiar o concurso e torcer pela vitória. Amigas de Luisa, Rafaele Medeiros, Fabiana Prestes e Letícia Nicolau estavam superconfiantes desde os primeiros instantes. "A tia dela também é do Piauí, ficou sabendo do concurso e a gente deu a maior força para ela participar. Ela é linda, temos certeza de que ela vai ganhar", afirmou Rafaele, pouco antes da decisão.

As segunda e terceira colocadas também saem ganhando. Jacqueline Pedrosa, do Ceará, e Paloma Nunes, do Maranhão, foram premiadas com R$ 3 mil e R$ 2 mil respectivamente por completarem o pódio da disputa.
O concurso foi apresentado pelo coreógrafo Fly e pela atriz Fabiana Karla. Entre os jurados, a também atriz Fernanda Rodrigues ajudou a definir a felizarda que vai levar um prêmio de R$ 5 mil, além de uma passagem de ida e volta com direito a acompanhante, para a cidade natal ou qualquer um dos nove estados da região.
Em 2012, cearense levou a melhor
No ano passado, a cearense Maria Dayane levou a melhor sobre a paraibana Terezinha Silva e a pernambucana Daniella Soares, segunda e terceira colocadas, respectivamente. No total, quinze finalistas representaram os nove estados do nordeste. Apresentadas pelo coreógrafo Fly, elas desfilaram ao som de forró e foram avaliadas pelos jurados. O evento ainda teve show do cantor Jorge Aragão.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Renan Calheiros Presidente da Repúbica Federativa do Brasil !!! O quer ?


 O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), assumirá a partir desta sexta-feira (25) a presidência do país interinamente. Terceiro na linha sucessória, Renan assumirá o posto devido a viagens internacionais da presidente Dilma Rousseff, do vice-presidente, Michel Temer, e do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).
A presidente Dilma Rousseff viajará na noite desta quinta-feira (23) para a Etiópia, onde participará da comemoração do Jubileu de Ouro da União Africana, de acordo com o Itamaraty. Em seguida, também sairá do país Michel Temer, que irá ao Equador para a posse do presidente reeleito Rafael Correa, segundo informou sua assessoria.
Com Dilma e Temer no exterior, quem deveria assumir o posto mais importante da República seria o presidente da Câmara, mas Alves está desde o início da semana nos Estados Unidos, onde faz visita oficial ao parlamento norte-americano, entre outros compromissos.
Quando Temer deixar o Brasil, na madrugada desta quinta-feira, Renan Calheiros assumirá a presidência. Ele deverá despachar no Palácio do Planalto nesta sexta-feira, de acordo com sua assessoria, e ficará no cargo até a volta do vice-presidente, prevista para o início da manhã deste sábado (25). Não deverá haver cerimônia simbólica de transferência de cargo entre Temer e Calheiros.
Dilma deverá retornar a Brasília no domingo (26), de acordo com assessoria do Planalto

AS MANOBRAS DOS FICHAS SUJAS COM AVAL DO TSE


O Tribunal Superior Eleitoral decidiu ontem que o ex-prefeito de Paulínia (SP) Edson Moura (PMDB) agiu dentro da lei ao manobrar para eleger em seu lugar Edson Moura Júnior (PMDB), seu filho, na eleição de 2012.
Na prática a decisão do TSE cria jurisprudência e abre brecha para que políticos com a ficha suja coloquem parentes na última hora como candidatos. Essa fórmula foi revelada pela Folha em 13 de fevereiro último.
De acordo com dados apurados pela Folha, em pelo menos 33 cidades candidatos que corriam o risco de ser barrados pela Lei da Ficha Limpa em 2012 desistiram em cima da hora e elegeram filhos, mulheres e outros familiares.
Em alguns casos, os nomes e fotografias dos fichas-sujas continuaram sendo exibidos nas urnas eletrônicas, mas os votos foram computados para as pessoas que os substituíram como candidatos.
A situação em Paulínia se repetiu em outras cidades. Edson Moura foi condenado duas vezes pelo Tribunal de Justiça de São Paulo por improbidade administrativa. Mesmo assim, conseguiu disputar a eleição por força de uma liminar a seu favor.
Ele fez campanha até a véspera da eleição. Renunciou às 18h11 de 6 de outubro de 2012, a pouco mais de 12 horas da abertura das urnas. Na véspera do pleito, o PMDB registrou como candidato o filho de Moura, Edson Moura Júnior, que venceu a disputa.
O sistema de urnas eletrônicas e a Lei Eleitoral no Brasil impedem que os dados do candidato sejam substituídos após uma determinada data. Nesse caso, as urnas mostram no dia da eleição o número, o nome e a foto de um candidato que renunciou. Os eleitores votam nesse político, mas elegem outro que foi colocado no lugar pelo partido.
O segundo colocado em Paulínia, José Pavan Junior (PSB), recorreu: argumentou que Edson Moura sabia que não podia concorrer por causa da Lei da Ficha Limpa. A Justiça Eleitoral de São Paulo deu posse a Pavan.
Agora, com a decisão do TSE, Pavan deverá perder a cadeira. Assumirá a prefeitura Edson Moura Júnior, filho do pai que era ficha suja e fez toda a campanha em 2012. Essa hipótese só não ocorrerá se Pavan tiver sucesso em um eventual recurso ao STF (Supremo Tribunal Federal).
Votaram a favor da brecha legal para políticos com a ficha suja os ministros Nancy Andrighi, Marco Aurélio Mello, Laurita Vaz, José Antônio Dias Toffoli e Cármen Lúcia. Votou contra a ministra Luciana Lóssio. Henrique Neves declarou-se impedido e não participou desse julgamento.
O argumento dos ministros do TSE para permitir a manobra é que a Lei Eleitoral autoriza a troca de candidatos. Um político pode desistir ou morrer e o partido tem direito de escolher o substituto.
Dias Toffoli fez uma ressalva: disse que Moura Júnior teve pouca participação no processo eleitoral --menos de um dia. "Seja quem for o substituto, não foi submetido ao crivo do debate público. Entendo que esta é a última eleição que o tribunal pode aceitar esse tipo de interpretação da lei", afirmou.
CHEGUEI A CONCLUSÃO QUE OS MINISTROS DO SUPERIOR SÃO BONS ATORES, FINGEM QUE É UMA BELEZA, NA TEORIA UMA COISA NA PRATICA OUTRA TOTALMENTE DIFERENTE

terça-feira, 21 de maio de 2013

SP teve 90% das mortes por gripe H1N1 no país em 2013, diz ministério


O estado de São Paulo concentrou 90% das mortes pela gripe A(H1N1), a chamada gripe suína, entre o começo deste ano e o dia 12 de maio, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (21). Dos 61 óbitos em todo o país em razão da doença, 55 foram em São Paulo.
Os dados fazem parte do balanço de vacinação de gripe apresentado pelo governo federal. As informações apontam que foi superada a meta de vacinar 80% do público-alvo (crianças de até 2 anos, trabalhadores de saúde, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, indígenas e idosos). De modo geral, 83,7% do público-alvo foram vacinados durante a campanha deste ano.
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, manifestou "preocupação" com o que acontece no estado de São Paulo e disse que enviou uma equipe ao estado. A principal suspeita, diz o ministro, é de que o uso do medicamento antiviral tamiflu (oseltamivir) não esteja sendo aplicado nas primeiras 24 horas após suspeita da doença, sem necessidade de confirmação por exame laboratorial.
"Há preocupação especial para aquilo que ocorre no estado de São Paulo. Hoje, de todos os casos de óbitos, 90% ocorreram no estado. Identificamos antecipação de casos de H1N1 no estado. Então, tem uma preocupação especial para o que acontece no estado de São Paulo", disse Padilha durante apresentação dos dados.
Conforme o ministro, haverá uma investigação detalhada sobre os casos de óbito e uma força-tarefa do ministério foi enviada para o estado Além disso, disse ele, serão feitas conferências periódicas com autoridades paulistas para tentar conter o crescimento de óbitos.
Em São Paulo, foram verificados 328 casos da gripe suína, sendo que 55 levaram o paciente a óbito. Em todo o país, foram 388 casos e 61 deles com morte. Em todo o ano passado, os 2614 casos levaram a 351 mortes.
Números
Foram aplicadas 32,4 milhões de doses de vacina para proteção contra a gripe A (H1N1), A (H3N2) e B em todo o país. Entre os grupos prioritários, o que obteve menor percentual de cobertura da vacinação foi o das gestantes, com 73,6%. O grupo com maior cobertura foi o de mulheres com até 45 dias após o parto, que atingiu 100%.
O ministério informou que sete estados não haviam atingido a meta até 12 de maio: Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso, Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte. O ministro destacou que, mesmo em estados nos quais a meta foi atingida, é preciso atenção de municípios que não cumpriram o percentual ou de grupos específicos dentro de cada localidade.
"O fato de termos superado a meta nacional não significa a superação da meta estadual ou dos municípios. É necessário que façam ações, prorroguem campanha de vacinação e realizem busca ativa dos grupos de risco. Há proporção maior de gestantes que não se vacinam", disse, ao ressaltar que é preciso superar o mito de que a vacina pode causar efeitos colaterais.
Segundo ele, os profissionais também foram orientados para receitar tamiflu assim que surgirem suspeitas de gripe H1N1 e que outras pessoas do convívio pessoal também devem tomar o medicamento. "O Tamiflu tem que estar mais perto, retiramos regra mais restritiva para receitar, dupla receita. O remédio não tem que ficar trancado dentro do posto de enfermagem."
De acordo com Padilha, "não se confirmou a dúvida de que o uso disseminado [do Tamiflu] poderia causar resistência ao vírus".
O ministro Alexandre Padilha fez um apelo para que aqueles que ainda não se vacinaram compareçam aos postos de saúde em razão da proximidade do inverno mais rigoroso.
"Para que a vacina tem grau maior de proteção, é preciso ser tomada de 10 a 15 dias antes da chegada do inverno mais rigoroso. Sua duração mais eficaz é de dois meses a dois meses e meio", disse, ressaltando que é preciso já ter se vacinado quando o frio intenso começar.
Sintomas
Veja abaixo uma tabela que ajuda a diferenciar os sintomas de gripe (comum e H1N1), resfriado e dengue:

domingo, 19 de maio de 2013

COMEÇOU AS BAIXARIAS


  

Durante convenção, tucanos chamam PT de 'autoritário' e Lula de 'canalha'

Encontro em Brasília ratificou nome de Aécio Neves como presidente nacional da sigla, mas José Serra ainda é obstáculo para candidatura do senador em 2014.
aécio neves convenção
Discursos contra o PT, contra o governo da presidenta Dilma Rousseff e contra a figura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dominaram a convenção nacional do PSDB que ocorreu hoje (18) em Brasília e ratificou o nome do senador Aécio Neves (MG) como presidente da sigla.
Aécio, potencial candidato tucano à presidência da República em 2014, assumiu a tarefa de atacar o governo Dilma, que tem a aprovação de mais 70% dos brasileiros.
Ele classificou o baixo crescimento do PIB nos últimos anos, em meio à crise econômica internacional, de “ridículo, irrisório e vexatório”, e criticou a “inflação saindo de controle e as obras inacabadas e estagnadas". Afirmou ainda que a gestão petista, que tirou mais de 30 milhões de pessoas da miséria, "se conforma com a administração diária da pobreza”.
Contra Lula, o mais exaltado foi o governador de Goiás, Marconi Perillo, flagrado em duas operações da Polícia Federal em transações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. O conteúdo as investigações veio a público no ano passado. Perillo chamou Lula de “canalha”.
“Nunca foi tão difícil ser oposição ao maior canalha deste país. Um dia eu alertei esse canalha que no governo dele havia mesada para comprar deputados e, desde então, fui escolhido ao lado de José Agripino, Arthur Virgílio e Tasso Jereissati como os seus adversários maiores", bradou.
Os principais ataques ao PT vieram do ex-governador José Serra e de um de seus principais aliados, o deputado federal Carlos Sampaio (SP).
Depois de Sampaio dizer, aos berros, que na convenção tucana não havia “mensaleiros”, Serra afirmou que o PSDB tem “a missão de defender a democracia da sanha autoritária” petista.

Disputa interna

Apesar de Aécio assumir a presidência do partido em clima pré-eleitoral, as lideranças tucanas evitaram cravar seu nome como candidato em 2014. O principal obstáculo para a definição antecipada continua sendo José Serra, que não esconde o desejo de continuar controlando o partido e de concorrer novamente.
Serra perdeu para Dilma em 2010 e desgastou-se ainda mais no PSDB após ser derrotado também por Fernando Haddad (PT) na disputa pela prefeitura de São Paulo em 2012.
Em uma tentativa de contornar a falta de unidade, Aécio negociou cargos importantes na nova direção. O deputado federal Antonio Carlos Mendes Thame (SP), ligado a Serra, foi escolhido para a Secretaria Geral. E o ex-governador Alberto Goldman, também serrista, deve continuar na vice-presidência.
Isso não foi suficiente, porém, para que Serra e Aécio chegassem juntos ao evento de hoje, contrariando as expectativas das forças que buscam o apaziguamento interno.
Durante seu discurso, Serra disse que irá trabalhar pela unidade tucana “com os olhos em 2014”.
Eles só ecquecero de falar da compra da reeleição de Fernando Henrique Cardoso em 1998.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

O JOGO SUJO DOS POLITICOS


Ricardo Coutinho pede para Wilson Filho assumir MD e anular candidatura de Major Fábio.
O governador Ricardo Coutinho não desiste de sua ofensiva para assumir o comando do MD (novo partido da Mobilização Democrática) na Paraíba. Primeiro, tentou junto ao governador Eduardo Campos, para convencer o presidente do antigo PPS, Roberto Freire, interferir para a deputada Gilma Germano ser presidente do partido.

Mas, diante das muitas dificuldades, e uma reação feroz, não apenas do PMN de Lídia Moura, mas também de setores do PPS ligados ao vice-prefeito Nonato Bandeira, o governador optou por um plano B. Que consiste na filiação do deputado Wilson Filho ao MD. Na condição de deputado federal, ele poderá assumir o partido e apoiar RC em 2014.

Com a recente filiação ao PTB, o ex-senador Wilson Santiago estreitou os laços com o governador Ricardo Coutinho, e sinalizou para uma aliança em 2014. O pedido do governador já estaria dentro dos entendimentos mantidos com Santiago.

A operação tem alguns efeitos colaterais importantes. A primeira delas seria anular uma possível candidatura do deputado Major Fábio, que namora o ingresso no partido para disputar o Governo em 2014. Em outra mão, isolar o vice Nonato Bandeira dentro do partido. Nonato que tem pretensões de disputar a deputação federal.

O deputado Wilson Filho, aparentemente se propõe a atender ao pedido do governador Ricardo Coutinho, em que pese o compromisso de se filiar ao partido de seu pai, o PTB, até outubro. A manobra daria a Santiago (pai e filho) o comando de dois partidos, e ter maior poder de barganha para as próximas eleições.

NESSE JOGO POLITICO NÓS POBRES MORTAIS, SOMOS QUEM SEMPRE SAÍMOS PERDENDO. 
ELES (POLÍTICOS), ESTÃO SEMPRE JUNTOS EM BENEFICIOS PRÓPRIOS.
E NÓS, ALGUEM NOS DEFENDERAR ?

AJA POLÊMICA !!!


Bolsonaro pede autorização para pesca em área de conservação no Rio.


Deputado Jair Bolsonaro, que pediu autorização para pesca em área de conservação no Rio de Janeiro
O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) entrou com um mandado de segurança na Justiça Federal do Rio, em fevereiro deste ano, pedindo autorização para a pesca amadora na estação ecológica de Tamoios, em Angra dos Reis, no sul Fluminense.

O local, porém, é considerado unidade de conservação federal de proteção integral, ou seja, qualquer interferência de pessoas na região deveria ser impedida.

A Estação Ecológica de Tamoios foi criada por um decreto federal, estando localizada na Baía de Ilha Grande, nos municípios de Angra dos Reis e Paraty. Ao todo, são 29 ilhas, ilhotas, lajes e rochedos e seus respectivos entornos marinhos no raio de 1 km de extensão.

A questão aguarda decisão do juiz Bruno Otero Nery, da 7ª Vara Federal. O procurador Maurício Manso expediu um parecer sobre o caso e informa que o deputado Bolsonaro quer "um verdadeiro salvo-conduto de pesca emitido pelo Judiciário" --algo "impensável", disse.

"Ele disse que buscava garantir o direito de pequenos pescadores. O mandado de segurança é um instrumento jurídico de interesse particular em que ele não pode repassar para um conjunto de pessoas. É personalíssimo. Se ele morrer, a ação se extingue. Se ele buscasse pelo interesse dos pescadores entraria com uma ação popular ou uma ação civil pública", disse o procurador Maurício Manso.

O deputado Jair Bolsonaro se defende. Diz que "briga pelos interesses dos pequenos pescadores da região" e que não realizava "pesca predatória".

"Estava num barco de borracha com outras duas pessoas quando fui abordado pelos fiscais do Ibama. Eu fui pessoa ofendida. Busquei garantir o meu direito e assim criar jurisprudência para os outros. Joguei só uma linha. Estava pescando peixe sem valor, cocoroca", garante o deputado.

A procuradora da República Monique Cheker, que atua em Angra dos Reis, afirma que "aquela área é apenas destinada à pesquisa".

"Tem vários lugares em Angra e no Brasil para quem quer pescar. Ali, não pode. É uma região apenas para pesquisas em que é preciso ter fiscalização constante por ser necessária a sua preservação. Se, eventualmente, houvesse um problema nas usinas nucleares, aquela área seria a primeira a ser afetada", conta a procuradora.

Monique Cheker enviou, em fevereiro, ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel o caso para que seja analisada a suposta prática de crime ambiental pelo deputado.

Gurgel encaminha o caso para o STF (Supremo Tribunal Federal) que decidirá se será necessária a abertura de inquérito contra Bolsonaro, que tem foro privilegiado.

Por MARCO ANTÔNIO MARTINS
DO RIO

quarta-feira, 15 de maio de 2013

A HISTÓRIA POLÍTICA DE DONA INÊS-PB, COMO DEVE SER VISTA ...

Como em qualquer cidade brasileira, Dona Inês também tem seus jogos políticos, com troca de partidos apadrinhamentos políticos, traições políticas, entres outros, mais no final das contas os resultados são os mesmo, famílias ou grupos políticos sempre querendo chefiar a cidade e está no poder máximo a prefeitura.

Na história política de Dona Inês já foram prefeitos:
INTERINO:
José Tomaz de Aquino
Zé Cardoso-1959-1960


José Tomaz de Aquino (também conhecido por Zé Cardoso) foi o primeiro Prefeito do município de Dona Inês
Lutou pelo movimento da independência junto com os vereadores Leonel e Lulinha e após a emancipação política, foi nomeado Prefeito, com a incumbência de governar até a data das próximas eleições, dali a algum tempo. 

1ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Mozart Bezerra
Mozart Bezerra-1960-1963
Partido-UDN
Mozart Bezerra Cavalcanti.
Renunciou para ser candidato a prefeito em Bananeiras, assumiu em seu lugar o então vice-prefeito Francisco Avelino da Silva (Chiquinho Avelino).

2ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Joaquim Cabral de Melo
Joaquim Cabral-1964-1969
Partido-UDN
Joaquim Cabral de Melo, que já foi eleito com o apoio do seu antecessor Mozart Bezerra.

3ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Antonio Lucas
Antonio Lucas-1969-1973
Partido-ARENA
Antonio Luiz de Araújo (Antonio Lucas), eleito com apoio de Joaquim Cabral.

4ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Joaquim Cabral de Melo
Joaquim Cabral-1973-1977
Partido-ARENA
Joaquim Cabral volta a prefeitura.

5ª-ELEIÇÃO DIRETA:
Luís José da Silva
Luís José-1977-1983
Partido-ARENA
Luís José da Silva
O atual prefeito Joaquim Cabral apresenta como seu candidato a prefeito o jovem Luís José.

6ª- ELEIÇÃO DIRETA:
José Eugênio
José Eugênio-1983-1989
Partido-PDS
O sr Joaquim Cabral continua dano as ordem na política em Dona Inês, apresenta como candidato seu filho José Eugênio Cabral de Melo.

7ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Ramon Ferreira de Araújo
Dr Ramon-1989-1992
Partido-PL
Ramon Ferreira de Araújo que era vice-prefeito de José Eugênio, é eleito prefeito com o apoio da família Cabral. Derrotando o ex-prefeito Luís José-PSB, que já havia rompido com a família Cabral.

8ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Luís José da Silva
Luís José-1993-1996
Partido-PMDB
Luís José que havia sido derrotado na eleição anterior pelo Dr Ramon-PL, se candidata novamente, mais já pelo PMDB, e não mais pelo PSB partido que havia perdido as eleições para Dr Ramon-PL.

9ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Antonio Justino de Araújo Neto
Antonio Justino-1997-2000
Partido-PMDB
O atual prefeito Luís José-PMDB, apóia como seu candidato o jovem advogado Antonio Justino de Araújo Neto, também pelo PMDB, Antonio Justino havia concorrido a vereador na eleição anterior sem êxito. Mais com apoio de Luís, é eleito prefeito.

10ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Luís José da Silva
Luís José-2001-2004
Partido-PMDB
Luís José Volta a prefeitura.

11ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Luís José da Silva
Luís José-2005-2008
Partido-PMDB
Já podendo concorrer a reeleição, Luís é candidato a reeleição, sem muitas dificuldades é reeleito prefeito. Mais provoca a ira de seu afilhado político, Antonio Justino que queria ser o candidato mais não teve o apoio de Luís. Então rompe com ele e vai para outro partido.

12º- ELEIÇÃO DIRETA:
Antonio Justino de Araújo Neto
Antonio Justino-2009-2012
Partido-PSB
Antonio Justino já rompido politicamento com o atual prefeito Luís José-PMDB, e já filiado ao PSB, e bem mais popular que seu padrinho político, vence o candidato apoiado por Luís José.

13ª- ELEIÇÃO DIRETA:
Antonio Justino de Araújo Neto
Antonio Justino-2012-216
Partido-PSB
Antonio Justino vai para reeleição bem articulado, com a maquina administativa em mãos, e oposição mal preparada para enfrenta-lo, vence com facilidade o ex-vice-prefeito Elmo José-PR, que mesmo sendo vice-prefeito por duas vezes do seu irmão Luís José-PMDB não obteve total apoio do irmão.

Vimos que na política nada se muda. 
Ou seja apenas de partidos.
Os políticos são sempre os mesmo, uma briga aqui outra ali e o eleitor sempre encanado.

Na sequência de prefeitos que aí estão, todos tem vinculo um com outro.

Você pode ter certeza que nas próximas eleições é que iremos ver mais acontecimentos inéditos em DONA INÊS. 
Não para os político, mais para nós leigo da política.

terça-feira, 14 de maio de 2013

O QUE É POLÍTICA ? O QUE É PARTIDO POLÍTICO ?


O QUE É POLÍTICA ?
Política denomina arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados; aplicação desta ciência aos assuntos internos da nação (política interna) ou aos assuntos externos (política externa). Nos regimes democráticos, a ciência politica é a atividade dos cidadãos que se ocupam dos assuntos públicos com seu voto ou com sua militância.
A palavra tem origem nos tempos em que os gregos estavam organizados em cidades-estados chamadas "polis", nome do qual se derivaram palavras como "politiké" (política em geral) e "politikós" (dos cidadãos, pertencente aos cidadãos), que estenderam-se ao latim "politicus" e chegaram às línguas europeias modernas através do francês "politique" que, em 1265 já era definida nesse idioma como "ciência do governo dos Estados".
O termo política é derivado do grego antigo πολιτεία (politeía), que indicava todos os procedimentos relativos à pólis, ou cidade-Estado. Por extensão, poderia significar tanto cidade-Estados quanto sociedade, comunidade, coletividade e outras definições referentes à vida urbana.
O livro de Platão traduzido como "A República" é, no original, intitulado "Πολιτεία" (Politeía).
'' O homem é um animal político"-Aristóteles.
No Brasil a política é usada por grupos ou famílias para ser manter no poder ou controle de uma cidade, estado ou país.

O QUE É PARTIDO POLÍTICO ?
Um partido político é um grupo organizado de pessoas que formam uma legalmente constituídos entidade, com base em formas voluntárias de participação, nessa "democracia, segundo Professor Lauro Campos da Universidade de Brasília"; quando faz referência ao Espectro ideológico, em seu livro, "História do Pensamento Econômico", em uma associação orientada para influenciar ou ocupar o poder político em um determinado país politicamente organizado e/ou Estado, em que se faz presente e/ou necessário como objeto de mudança e/ou transformação social. Porém, segundo R. Michels, em seu livro publicado pela Universidade de Brasília intitulado "Sociologia dos Partidos Políticos", no Brasil esses partidos estão sempre sociologicamente ligados a uma ideologia, porém, nem sempre essa ideologia é pragmática e/ou sociologicamente exequível ou viável, pois muitas vezes carece de ambiente para seu desenvolvimento, o que demonstra segundo Lauro Campos, que os chamados Líderes partidários não se sintonizam perfeitamente com o povo e como que, como diz: "... tentam governar de costas para o povo e suas necessidades ...
Hoje vou usar como exemplo meu estado a ' Paraíba" onde há muito tempo grupos e famílias que usam da política ou partido para viverem no poder.
PMDB:
Na Paraíba é presidido pelo o ex-deputado estadual e federal, ex-senador, ex-governador José Maranhão.
José Maranhão
Na capital paraibana tem como presidente o sobrinho dele, o deputado federal Benjamin Maranhão.
Deputado Benjamin Maranhão
Recente a deputada estadual Iraê Lucena anunciou sua saída do partido, alegando que o partido pertence a só uma família. Só que ela esqueceu que esse mesmo partido já foi comandado por anos pelo seu pai ex-senador Humberto Lucena.
Deputada Iraê Lucena
Ex-senador Humberto Lucena
PTB:
Hoje tem como presidente o ex-senador José Wilson Santiago, que saiu do PMDB vindo para o PTB , onde segundo ele não estava tendo atenção necessária, em troca deu a vaga de deputado federal ao ex-chefe do partido na Paraíba, que é de seu filho Wilson Filho (PMDB).
Ex-senador Wilson Santiago
Deputado federal Wilson Filho
PSDB:
Tem presidente que é o deputado federal Ruy Carneiro, mais quem manda no partido é a família Cunha Lima encabeçada pelo o ex-prefeito, ex-deputado, ex-governador e atual senador Cássio Cunha Lima.
Deputado Ruy Carneiro
Senador Cássio Cunha Lima
PSB:
Tem como presidente o deputado Edvaldo Rosas mais quem manda mesmo é o atual governador Ricardo Coutinho, que antes de ser do PSB foi do PT, mais no PT não dava as ordem.
Deputado Edvaldo Rosas
Governador Ricardo Coutinho
PP:
Comandado na Paraíba pela família Ribeiro, que tem sua força hoje na pessoa de Agnaldo Ribeiro Ministro das Cidades.
Ministro Aguinaldo Ribeiro
PT:
Ainda encantinhando na Paraíba em termo de poder político, tem hoje como sua maior força política o atual prefeito da capital João Pessoa Luciano Cartaxo. O deputado federal Padre Luiz Couto é o que mais faz barulho, mais ninguém o esculta.
Prefeito Luciano Cartaxo
DEM:
Na Paraíba tem em seu camando a família Morais na pessoa do atual secretario estadual do governo Ricardo Coutinho, ex-deputado, ex-senador Efraim Morais.
Secretario Efraim Morais
E ainda temos os chamados partidos nanicos que são usados como escadas para os aproveitadores da politica.
É apenas um resumo do que realmente ocorre nos bastidores da política brasileira em especial na Paraíba.