FELIZ 2016

terça-feira, 30 de abril de 2013

TRINTA DE ABRIL EMANCIPAÇÃO DA CIDADE DE TACIMA-PB

NESTA TERÇA-FEIRA DIA 30 DE ABRIL TEM FESTA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA EM TACIMA-PB.

PARABÉNS TACIMA-PB PELOS SEUS 54 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA !!!
 Foto reprodução do facebook de Clemilson Santos


HISTÓRIA


O antigo povoado de Tacima era distrito de Araruna, tendo conseguido sua emancipação política através da Lei 2138 de 30 de abril de 1959, de autoria do então deputado estadual José Targino Maranhão, desmembrando-se do município de Araruna e formando um distrito próprio.

O povoamento de Tacima começou a partir do século XVII. No entanto,historiadores fazem referência a presença de Expedições Portuguesas e Holandesas muito antes,pois existe registro de que eles foram até o Rio Grande do Norte, a procura da célebre Mina de Cunhaú. Essas expedições aconteceram no período de 1643 a 1645.

Frei Damião de Bozzano, muito venerado na região, após uma grande festa pastoral, denominou o local de Campo de Santana, por ser o município um planalto muito extenso. A Lei Municipal n. 28 de 1996 mudou o nome do município para "Campo de Santana". Pela lei municipal nº 15, de 23 de dezembro de 2009, o município de Campo de Santana voltou a denominar-se Tacima.
Atualmente Tacima possui os distritos de Bola, Cachoeirinha, Pombos e Braga.
Da redação
Eu conhece bem Tacima, pois já morei no povoado de Cachoeirinha por alguns anos.

Dia Nacional da Mulher

PARABÉNS !!!

30 de Abril Dia Nacional da Mulher


 Jerônima Mesquita-(1880-1972)

As mulheres têm conquistado, embora em tempo lento, direitos e deveres  sociais que precisam ser preservados. O movimento de mulheres em seu  próprio prol é antigo. Inicialmente foi silencioso e sutil. As formas de  abordagem da condição feminina têm variado no tempo e no espaço.Deve-se  ressaltar ainda que muitas vezes a história das mulheres foi marcada por  tragédias. No final do século XVIII, Olimpe de Gouges, em França, foi  guilhotinada. Outras mulheres que como ela lutaram por uma nova França,  pela Revolução francesa, foram assassinadas porque reclamaram a não  inclusão dos direitos da mulher no Código Civil que adveio logo após  aquele movimento político. No século XIX, em 8 de março de 1857, cerca de  129 mulheres morreram queimadas dentro de uma fábrica em Nova Yorque  porque reivindicavam condições dignas de trabalho. São fatos marcantes  para a história das mulheres no ocidente. A indignação das mulheres as fortaleceu a continuar em busca do reconhecimento de sua igualdade com os  homens e mais tarde, da importância das diferenças entre os sexos sob uma  ótica democrática.

Na segunda metade do século XX, no Brasil, o movimento de mulheres  juristas evoluiu no sentido da busca da identidade e capacidade para gerir  os atos da vida civil.As advogadas Romy Medeiros da Fonseca e Orminda  Bastos apresentaram em julho de 1952, à VIII Assembléia da Comissão  Interamericana de Mulheres da OEA - Organização dos Estados Americanos, o anteprojeto por elas elaborado, que modificaria a condição jurídica da  mulher no Brasil, embora somente dez anos depois,em 1962. Em 1957, Romy Medeiros da Fonseca,assomou a Tribuna do Senado da República  para defender o projeto de lei 29/52. Então, em 1962, o Poder Legislativo  tombou sob o número 4.121, a lei que ficou conhecida como o Estatuto da  Mulher Casada. Essa lei alterou vários artigos do Código Civil brasileiro,  datado de 1916. Esse novo documento concedeu às mulheres o direito de  trabalhar fora do lar sem a autorização do marido ou paterna e, em caso de separação do casal, o direito à guarda do filho. A luta continuou para que  outras leis surgissem a amparar as mulheres, não por favor, mas por  direito. 

Já agora, século XXI, Código Civil brasileiro renovado, a condição jurídica da mulher está menos discriminatória. Mas há ainda muito o que  avançar para a garantia da democracia paritária.  No início do século XX, uma brasileira que esteve a estudar na Europa, Jerônima Mesquita (foto acima), ao retornar ao Brasil, trouxe consigo a coragem de  enfrentar as situações contrárias às mulheres. Uniu-se a um grupo de  senhoras combativas e tornou-se feminista, assistencialista e sufragista.  Lutou por inúmeras causas. Era mineira de Leopoldina, nascida em 30 de  abril de 1880. Faleceu na cidade do Rio de Janeiro, onde morava, em 1972.  Em homenagem à sua data natalícia,um grupo de feministas trabalhou para  que se tornasse o Dia Nacional da Mulher. Isso ocorreu pela lei nº  6.791/80, sancionada pelo Presidente João Figueiredo.  A comemoração do Dia Internacional da Mulher tem sido importante para a  divulgação das questões de gênero e sensibilização de políticos para a  situação da mulher no Brasil.No momento, a preocupação maior é quanto a  violência contra a mulher, inclusive a doméstica.  O Dia Nacional da Mulher, 30 de abril, é mais uma ocasião para continuar a  investigação sobre a condição feminina no Brasil e a busca incessante de  soluções.    

Por: Catarina Cecin Gazele


Proposta de Aécio Neves pode aumentar mandatos de deputados !!!


A prática é comum no PSDB. Primeiro foi Fernando Henrique Cardoso, quando ainda presidente, que dedicou um grande esforço junto ao Congresso para aprovar a emenda constitucional que permitiu a própria reeleição. Inspirado em seu guru político o senador mineiro e também tucano Aécio Neves, beneficiou-se igualmente pelo mecanismo da reeleição para governar o estado.
Mas Aécio agora foi um pouco mais longe e resolveu  propor emenda para instituir mandatos de cinco anos – sem reeleição – para presidente, governadores e prefeitos.
E embora a grande mídia não tenha dado atenção, o destaque do projeto é que ele amplia também os mandatos de deputados e senadores, esses com direito a quantas reeleições conseguirem nas urnas.
Para registro: na Constituinte o mandato presidencial foi fixado em cinco anos. Em 1993, época em que Lula liderava as pesquisas com mais de 40% de intenção de votos, os tucanos lideraram a alteração para quatro anos. Em 1994, FHC venceu as eleições. Em 1997, o Planalto comandou a PEC da Reeleição, numa votação marcada por denúncias de compra de votos nunca apuradas.
Lula e o PT defenderam o mandato de cinco anos em 1993 e foram contra a reeleição.  Aécio votou a favor e beneficiou-se reelegendo-se governador. Agora quer voltar aos cinco anos. Tudo bem, é uma tese, mas aumentar o mandato dos deputados é a grande novidade. Por que esse aumento no prazo das magistraturas? As respostas possíveis são muitas.
Sugiro dobrarmos a atenção, porque um dos objetivos é fazer coincidir as eleições para cargos do Executivo e do Legislativo. Daqui a pouco poderá surgir a  "necessidade" de aumentar também o mandato dos senadores para 10 anos, para garantir a tal coincidência...

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Muricy contesta acusações a Neymar na Paraíba e ironiza votos de 'repúdio'


'Alguém ouviu ou gravou?', desafia o técnico, que questiona os vereadores de João Pessoa e Campina Grande: 'Deveriam fazer mais em outras áreas'.


A aprovação, nas Câmaras de João Pessoa e Campina Grande, na Paraíba, de votos de repúdio a Neymar por uma suposta ofensa do atacante aos jogadores do Flamengo-PI, não foi bem recebida por Muricy Ramalho.
O técnico do Santos discordou da atitude das Câmaras das duas maiores cidades da Paraíba e contestou a declaração do atacante Lúcio Bala, do clube piauiense, de que o astro teria chamado os jogadores do time nordestino de "paraíbas". O deputado federal Efraim Filho (DEM-PB) acusou o camisa 11 cometera "preconceito regional".
- Os políticos deveriam fazer mais em outras coisas. Estamos sem saúde, sem segurança, sem infraestrutura... Além disso, quero saber se alguém ouviu ou gravou o que se falou. Simplesmente, soltaram no ar. Quero saber se o treinador (Josué Teixeira, do Flamengo-PI) ouviu isso da boca do Neymar. Com tanta coisa para fazer, eles vão se preocupar em inventar? - criticou.
Lúcio falou sobre a suposta ofensa de Neymar ainda no gramado da Vila Belmiro, depois da derrota do Flamengo-PI para o Santos por 2 a 0, que culminou na classificação santista à segunda fase da Copa do Brasil. Apesar de não existirem imagens que comprovem a acusação, o deputado avaliou que a declaração de Lúcio era suficiente para se qualificar o caso como "preconceito regional".
Inicialmente, a assessoria de Neymar disse que o jogador não se pronunciaria. No entanto, poucas horas depois da polêmica vir à tona, o atacante afirmou, em comunicado veiculado em seu site oficial, que a acusação era "mentirosa".
Este não é o único imbróglio envolvendo Santos e Flamengo-PI desde o jogo entre os dois times. Na sexta-feira, o clube piauiense protocolou uma representação na CBF solicitando a eliminação do Peixe da Copa do Brasil, alegando que o volante Alan Santos fora usado irregularmente no primeiro jogo do confronto, em Teresina (PI) por ter sido expulso na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado. O departamento jurídico do Alvinegro, no entanto, contesta a acusação e afirma que a situação do jogador era legal.

domingo, 28 de abril de 2013

Alunos assistem aula em escola coberta de palha e de chão batido.


ESTE É O PAÍS DO FUTEBOL
Alunos assistem aula em escola coberta de palha e de chão batido.
Alunos do povoado Graciosa, zona rural de Beneditinos-PI, assistem aula em casa de taipa e chão batido, um local bem diferente do que prevê a legislação educacional para a infraestrutura de uma escola. Além disso, as crianças vão a pé para a escola, pois não tem transporte escolar e, as turmas do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental estudam numa mesma sala.
A escola municipal Graciosa funciona a cerca de 25 anos com a mesma estrutura inadequada. Feita de taipa e coberta de palha, não conta com bebedouros, com sanitários, caso os alunos precisem ir aos banheiros o jeito é recorrer ao matagal.
“Precisamos de uma escola de qualidade. Não tem como os alunos estudarem desse jeito, temos uma professora de qualidade, mas sem estrutura não dá”, afirmam os moradores da localidade.
Segundo os moradores da localidade, a prefeitura iniciou a construção de uma escola na comunidade, mas acabou parando a obra, alegando que o melhor local que atenderia as necessidades da região é próximo a localidade Buritizinho. Essa situação provocou um impasse, pois, os pais afirmaram que seus filhos só estudarão no povoado Graciosa, e por conta disso, a prefeitura ficou numa sinuca de bico.

sábado, 27 de abril de 2013

Nordestino é agredido por 7 neonazistas em Niterói !!!


Grupo estava armado com facas, soco inglês e bastão e tinha tatuagens de suásticas.


Grupo foi preso após agressão a homem de origem nordestina Foto: Ivaldo Anastácio / Futura Press
A Polícia Civil de Niterói, no Rio de Janeiro, deteve, na manhã deste sábado, cinco homens, um adolescente e uma mulher neonazistas acusados de agredir um homem de origem nordestina na cidade. Eles atacaram a vítima, identificada como Sirlei dos Santos, 33 anos, na praça Arariboia. Armados de facas, soco inglês e bastão, o grupo desferiu golpes contra o homem, que não ficou ferido com gravidade.
Os suspeitos foram levados para a 77ªDP (Icaraí) e prestaram depoimento. A mulher, que seria apenas namorada de um dos integrantes, foi liberada. De acordo com a delegada Helen Sardenberg, os cinco homens vão responder por crimes de intolerância racial, propaganda nazista, lesão corporal, formação de quadrilha e corrupção de menores, todos inafiançáveis. 
Segundo a polícia, Davi Ribeiro Morais, 39 anos, Carlos Luiz Bastos Neto, 33 anos, Thiago Borges Pita, 28 anos, Caio Souza Prado, 23 anos, e Philipe Ferreira Ferro Lima, 21 anos, vestiam camisas com referências a um grupo neonazista e exibiam no corpo tatuagens da cruz suástica. No carro onde o grupo estava também foram encontrados panfletos e outros materiais de propaganda nazista.
Com informações da Agência Brasil
COMENTARIO: NAÇÃO NORDESTINA
A cada dia que passa um novo caso de preconceito contra o povo nordestino é visto no Brasil, em sua grande maioria na internet, principalmente nas redes sociais, porém, infelizmente essa prática CRIMINOSA não se limita ao mundo virtual, e acaba muitas vezes acontecendo na vida real, como o caso de hoje, onde 7 COVARDES, CRIMINOSOS, RACISTAS, entre tantos outros termos que só podemos usar ao descrever pessoas desse tipo, que agrediram Sirlei dos Santos, (com armas) pelo simples fato de ser um NORDESTINO!

Nação Nordestina é hoje a maior página destinada a valorização da cultura nordestina do planeta, e sempre deixei muito claro que nosso foco é falar do que o Nordeste tem de bom, porém, como sempre falo aqui que o melhor do Nordeste é o NORDESTINO, não podemos ficar calados diante de um crime bárbaro e imbecil contra nosso maior patrimônio: NOSSO POVO!

CADEIA NESSES COVARDES! A Nação Nordestina grita por JUSTIÇA!

Bráulio Bessa - Criador da Nação Nordestina e apaixonado pelo NORDESTE!

#OrgulhoDeSerNordestino

Matéria: http://migre.me/eiIjd

sexta-feira, 26 de abril de 2013

MOMENTO DE INFLEXÃO


Depois de ações e declarações de representantes do Congresso e do Judiciário que mostraram tensão no relacionamento entre os dois poderes chegou a hora da inflexão. Os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Henrique Eduardo Alves, vão pedir um encontro com o ministro Gilmar Mendes na próxima segunda-feira na busca de pacificar a relação entre os dois poderes.
- Precisamos encontrar, rapidamente, o clima de confiança e de relação harmoniosa entre os poderes – disse hoje o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves.
O clima entre os dois poderes ficou tenso a partir de quarta-feira.  O primeiro embate  começou com a aprovação pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara da PEC-33 de autoria do deputado Nazareno Fonteles que permite ao Congresso revisar decisões do Supremo Tribunal Federal – o que provocou reação imediata dos ministros do STF. No mesmo dia, instado por um pedido do PSB, o ministro Gilmar Mendes concedeu liminar determinando que fosse suspensa a tramitação do projeto que pedia regime de urgência para a votação do projeto que inibe a criação de novos partidos. Desta vez, a reação foi do Congresso, verbalizada pelos presidentes da Câmara e do Senado.
Henrique Alves e Renan consideram que se chegou a um nível alto de tensão entre os dois poderes e que é preciso buscar a normalidade da convivência democrática. Para esfriar os ânimos, Henrique Alves já declarou que não vai permitir a instalação da comissão especial para analisar a PEC – 33 – aquela que, se aprovada, permitira que o Congresso revisse decisões do STF -, o que provocou forte reação de ministros do Supremo, entre elas, a mais contundente, do ministro Gilmar Mendes. O presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, considerou que a proposta fere a democracia. Gilmar foi mais longe e disse que, se for para aprová-la, “a consequência seria o fechamento do Supremo”. De sua parte, Renan Calheiros encaminhou ao STF agravo regimental que vai permitir ao próprio ministro Gilmar Mendes rever a decisão que ele tomara na quarta-feira passada e que no Congresso foi recebida como “invasão no processo legislativo”, segundo Renan Calheiros.
A quinta-feira foi um dia em que as declarações – tanto de parlamentares quanto de ministros do STF, como Gilmar Mendes – chegaram ao ponto mais alto e tenso. Desde o começo da manhã, as conversas começaram entre os presidentes do Senado e da Câmara com o vice-presidente Michel Temer – que opinou sobre a inconstitucionalidade da PEC 33 que permite ao Congresso rever decisões do STF.  Eles avaliam, no entanto, que a reação do Judiciário poderia ficar no campo das declarações, uma vez que não se trata de uma decisão do Legislativo, mas sim de uma comissão técnica e que ainda há longo caminho a ser percorrido. Neste momento, é analisado pela assessoria jurídica da Câmara a possbilibidade de ser estancada a tramitação da emenda sob o argumento de inconstitucionalidade.
Tanto no Legislativo como no Judiciário, foi identificado como pano de fundo deste embate o julgamento da ação penal 470, o Mensalão. A PEC 33 teria sido apresentada pelo deputado petista como uma reação ao julgamento que prevê pena de prisão para quatro petistas, como José Dirceu, José Genoíno, João Paulo Cunha e Delúbio Soares. No Legislativo, há a contestação, também, à liminar concedida por Gilmar Mendes que, embora com sustentação técnica, foi vista por alguns como reação à proposta da PEC 33.
Fonte:Parlamentares pedirão reunião com ministro (Editoria de Arte/G1)

DEPUTADOS QUEREM IMPOR LIMITES NO STF


ENTENDA A PEC 33, QUE PRETENDE REDUZIR OS PODERES DO STF.

Proposta de emenda constitucional impõe limites ao poder do Supremo.
Deputado Nazareno Fontelles (PT-PI) apresentou proposta em 2011.


O que é
A proposta de emenda constitucional número 33, a chamada PEC 33 (leia a íntegra), impõe limites ao poder do Supremo Tribunal Federal. Na prática, o STF deixaria de ter a última palavra sobre mudanças na Constituição.
Quem propôs
A PEC foi protocolada em 2011 pelo deputado federal Nazareno Fontelles (PT-PI).
Os argumentos
Na justificativa da proposta, Nazareno Fontelles aponta "ativismo judicial" do Supremo, isto é, ao decidir, o tribunal estaria criando normas que seriam de competência do Legislativo. Para o parlamentar, o ativismo representa "grave violação ao regime democrático e aos princípios constitucionais".
Os pontos principais da PEC
A PEC modifica três artigos da Constituição e estabelece que:
 - passam a ser necessários os votos de quatro quintos dos membros dos tribunais para que uma lei seja considerada inconstitucional. No caso do Supremo, seriam necessários os votos de nove dos 11 ministros (em vez de seis, como atualmente).
- em ações que questionam a legalidade de emendas à Constituição Federal, a decisão do Supremo não será mais definitiva. Depois do julgamento pelo STF, o Congresso terá de dizer se concorda ou não com a decisão. Se discordar, o assunto será submetido a plebiscito.
- fica transferido do Supremo para o Congresso a aprovação de súmulas vinculantes. Esse mecanismo obriga juízes de todos os tribunais a seguirem um único entendimento acerca de normas cuja interpretação seja objeto de controvérsia no Judiciário. A aprovação de uma súmula pelo Congresso dependeria do voto favorável de pelo menos 257 deputados e 41 senadores.
A tramitação
A PEC foi aprovada em 24 de abril de 2013 pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Por se tratar de emenda à Constituição, a próxima etapa de tramitação é a formação de uma comissão especial para análise do projeto, conforme determina o Regimento Interno da Câmara. Aprovada na comissão especial, a PEC será votada no plenário.
A favor e contra
Parte dos deputados defende a proposta; ministros do Supremo Tribunal Federal já se manifestaram contra.
"Querem amordaçar o Ministério Público, querem controlar a mídia e agora querem submeter o Supremo a um poder menor", disparou Rubens Bueno (PPS-PR).
NOSSOS LEGISLADORES ENVÉS DE FAZEREM ALGO EM PRO DO POVO SOFRIDO, SEJA NA SAÚDE, SEJA NA SEGURANÇA, NÃO FAZ. MAIS EM PRO DELES SÃO PROJETOS EM CIMA DE PROJETOS.
VOCÊS SÃO A VERGONHA DE NOSSO PAÍS, VOCÊS VÃO DESTRUIR NOSSO BRASIL.
ACORDA BRASIL !!!
 (Dé Anízio)

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Assessor tenta intimidar repórter que publicou matéria contra Damião Feliciano


REPRESSÃO: assessor parlamentar tenta intimidar repórter que publicou matéria contra o deputado federal Damião Feliciano; ouça o áudio

O Jornalismo é, por essência, uma atividade que busca lançar luz sobre fatos obscuros para os cidadãos, no entanto, quem tenta se esconder na escuridão se revolta quando é revelado ao conhecimento público. Parece que foi exatamente isso que aconteceu quando o deputado federal Damião Feliciano (PDT) teve o nome exposto essa semana por parlamentares do próprio partido, que o acusaram de utilizar a legenda apenas em benefíciofamiliar.

As reportagens do portal PB Agora e do Sistema Correio publicizaram o fato, que não foi tãofacilmente digerido por um dos assessores do parlamentar.

Indignado ao ver o nome do patrão destacado nas páginas de sites paraibanos, em pleno ano pré-eleitoral, o assessor resolveu ligar para o repórter Henrique Lima e dá um aviso em tom de ameaça: “Você tenha cuidado, você está denegrindo a imagem de um deputado federal, tenha muito cuidado”, disse o assessor identificado como Paulo Alberto Bezerra Paz.

O nome do assessor consta na lista dos funcionários lotados no gabinete do parlamentar conforme print screen abaixo. O áudio com as ameaças também foi capturado pelo repórter Henrique Lima em seu aparelho telefônico.

Espantado com a tentativa de intimidação, o repórter chegou a perguntar ao assessor o porquê dele dever ter cuidado e o indagou se estaria sendo ameaçado de morte.

O assessor, no entanto, voltou apenas a mandar o jornalista ter muito cuidado, já que ele estava tratando de um deputado federal.

Ainda não se sabe se a intimidação foi ordenada pelo próprio deputado federal. Feliciano não atende a ligações da imprensa e comanda com mãos de ferro o PDT na Paraíba, inclusive, colocando o filho, Renato Feliciano, como presidente do partido no Estado.

Conforme relato do vereador Raoni Mendes, que anunciou a desfiliação do partido essa semana e foi campeão de votos na disputa da Câmara Municipal de João Pessoa, Capital do Estado, continuar no partido comandado por Damião Feliciano se tornou uma situação insustentável.

“Não podemos mais sustentar uma família no PDT, que constrói um partido para si, e se é para si não é para o povo. Não poderei ficar. O fato é que eu não vejo atitude de mudança, pois é um partido que serve apenas para levar a reeleição de Feliciano, para mim isso é lamentável”, relatou o parlamentar.

Essa não é a primeira vez que o repórter Henrique Lima é intimidado por políticos ou a mando de políticos. Recentemente outros dois parlamentares paraibanos também enviaram recados em tom de ameaças, no entanto, o episódio não foi registrado em áudio.

Segundo relatório da Anistia Internacional divulgado ainda no ano passado, a intimidação é mais comum contra blogueiros e jornalistas de veículos de comunicação menores ou que trabalham em locais distantes de grandes centros urbanos.


MAIS ESCÂNDALO ENVOLVENDO DAMIÃO FELICIANO


 Proprietário da Faculdade Unesc/CG, deputado é acusado de não pagar salário de professores; alunos protestam e exigem aulas


Mesmo pagando mensalidades em dia, alunos ficam sem aulas após professores abandonarem trabalho por falta de pagamento de salários

Após ser acusado pelo vereador Raoni Mendes (PDT) de querer comandar o partido apenas em benefício próprio, o deputado federal Damião Feliciano acabou sendo vítima de mais um escândalo na noite desta quarta-feira (24).


O deputado, que é proprietário da Faculdade Unesc, em Campina Grande, está sendo acusado de não pagar, já há três meses, o salário dos professores que ministram os cursos de Ciências Contábeis e Administração de Empresas. Os professores cruzaram os braços e deixaram os alunos sem aulas em plena metade do período.


Revoltados com o descaso, já que pagam mensalidades altíssimas sem atrasos, os alunos realizaram um protesto em frente a faculdade para exigir o posicionamento da instituição e o retorno imediato das aulas sem prejuízo para os docentes.

Os alunos desde ontem se utilizam das redes sociais para denunciar o fato e na noite desta quarta-feira, resolveram protestar contra a paralisação.

Além de ocuparem o hall do prédio da instituição de ensino, os estudantes também fecharam as ruas que dão acesso a Universidade. Mesmo a paralisação tendo começado na noite de ontem (23), o proprietário, o deputado federal Damião Feliciano não se pronunciou, o que está indignando mais ainda a classe estudantil que garante estar pagando as mensalidades assiduamente.


Alguns estudantes já tentaram, inclusive, transferir-se para a Faculdade Nassau para não perderem o período, mas o tempo de matrícula já havia expirado; outros, que estavam para concluir o curso agora, temem não receber o diplomas, pois as poucas informações que chegam é que a Unesc está para fechar às portas.

Um aluno que pediu para não ser identificado disparou: “O protesto é dos alunos de Contábeis e de Administração que estão totalmente sem aulas. Os cursos de Saúde, Direito e Gestão Comercial estão com aulas parciais. A instituição não se pronuncia, não fala nada e ainda demitiu a professora Leila Luciana, muito querida por todos”.


Outro estudante que também pediu sigilo, afirmou que eles chamaram as televisões Correio e Paraíba, mas só a TV Paraíba compareceu ao local do protesto e ao chegar lá, um funcionário ligou para o deputado Damião Feliciano avisando da presença da imprensa televisiva. O parlamentar prontamente pediu para conversar com o repórter e este foi para uma sala e passou mais de 40' conversando com o parlamentar.


"Quando o repórter saiu, avisamos a ele que se a matéria não fosse ao ar amanhã, nós vamos denunciar que ele foi ameaçado ou comprado por Damião. Vamos usar as redes sociais e denunciar este absurdo", desabafou.


A fonte informou que o repórter respondeu a eles: "Sou apenas um repórter, a matéria está gravada. O resto não depende de mim".

No link PB Agora Audio.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

ONDE ESTÁ NOSSA SEGURANÇA GOVERNADOR ?


Jornalista é assaltada em frente ao Comando da PM e maltratada em delegacia da Paraíba !!!

A vítima ainda tentou segurar a bolsa, mas o bandido a arrastou por alguns metros.

Embora o governo do estado se esforce em divulgar números positivos sobre a Segurança, ou a falta dela, na Paraíba, principalmente na região metropolitana de João Pessoa, a sensação é que estamos cada vez mais reféns da violência e em nenhum lugar estamos seguros de verdade. Policiais são trancados em seus agrupamentos enquanto bandidos explodem banco; populares “prendem” ladrões e esperam 40 minutos por uma viatura ou até mesmo usam carro particular como viaturas para transportar meliantes até as delegacias; crianças e seis e três anos são baleadas dentro de casa e pessoas são assaltadas em frente ao Comando Geral da Polícia Militar.
Isso mesmo, nem mesmo o Quartel General da Polícia Militar é capaz de intimidar a bandidagem que aterroriza os cidadãos de bens de João Pessoa.
Na noite desta terça-feira, 23, a jornalista Monica Melo foi assaltada no Centro da Cidade, numa parada de ônibus que fica na Praça Pedro Américo, ao lado do Comando Geral da Polícia Militar e na frente do 1º Batalhão da PM.
Monica deixou a sede do Portal WSCOM, onde trabalha e se dirigiu até a parada de ônibus acompanhada de seu pai. Neste momento, um elemento moreno, de aproximadamente 1,70 de altura, rosto quadrado e magro, se aproximou e se iniciou uma conversa.
Quando a jornalista subiu no ônibus da linha Tambaú, o individuou puxou sua bolsa com tanta força que a derrubou do segundo degrau da porta automática no chão. A vítima ainda tentou segurar a bolsa, mas o bandido a arrastou por alguns metros, tendo ela que soltar a bolsa, pois já estava bastante machucada.
Como se não bastasse o ocorrido, a jornalista ainda teve que aguentar grosseria de um escrivão de polícia civil da 2ª Delegacia Distrital, que sequer colocou seu nome no Boletim de Ocorrência, apenas assinando com letra ilegível. Mônica disse que depois de aguardar mais de 40 minutos, sem que nenhuma ocorrência estivesse sendo registrada na delegacia, ainda ouviu uma bronca do escrivão por ter ido registrar a queixa. O policial perguntou por que ela foi registrar queixa, já que nada de valor teria sido levado, ela explicou que achava importante fazer o B.O, até que seu caso ficasse registrado nas estatísticas de Segurança, a reposta do escrivão foi: “Ah, minha filha uma a mais, uma a menos, não faz diferença”.
 Da redação
WSCOM Online
UMA JORNALISTA É TRATADA DESTE MODO POR UM FUNCIONÁRIO PÚBLICO PAGO POR NÓS CIDADÕES PARA NOS DAR SEGURANÇA.
IMAGINE AS PESSOAS COMUNS COMO ESTÃO SENDO TRATADAS NAS DELEGACIAS PARAIBANA, QUE EM SUAS MAIORIAS NÃO TEM SE QUER DELEGADOS.
UM A MAIS UM A MENOS NÃO FAZ DIFERENÇA.
PORQUE NÃO FAZ DIFERENÇA ?
O MESMO BANDIDO QUE ROUBOU A BOLSA DA JORNALISTA, NÃO PODERIA TER FEITO ALGO MAIS GRAVE COM ELA.
QUE DIZER QUE PEQUENOS DELITOS NÃO ENTRA NAS ESTATÍSTICAS DO GOVERNO DA PARAÍBA.
A POPULAÇÃO PARAIBANA MERECE MAIS RESPEITO PELO O GOVERNO E SEUS AUXILIARES, QUE SÃO PAGO POR NÓS.
ASSIM FICA BEM MAIS FÁCIL IR A IMPRENSA DIZER QUE A CRIMINALIDADE ESTAR EM BAIXA EM NOSSO ESTADO. 
ACORDA GOVERNADOR.
A POPULAÇÃO PARAIBANA JÁ ACORDOU.

Prefeituras da PB tem até 27 de Maio para expôr na internet atos públicos !!!


Na Paraíba, apenas 59 das 223 Prefeituras paraibanas dispõem de sites com endereços eletrônicos oficiais.
O Tribunal de Contas da Paraíba vai oficiar as Prefeituras acerca da obrigatoriedade do cumprimento ao que determinam as Leis da Transparência e, mais recentemente, a do Acesso à Informação. O anúncio foi feito, na manhã desta sexta-feira (5), pelo presidente do TCE, conselheiro Fábio Nogueira, ao receber, em seu gabinete, o chefe da Controladoria Geral da União no Estado (CGU) Fábio Araújo.
A menos de dois meses do prazo estabelecido (28 de maio) para que todos os municípios brasileiros exponham, na internet, os atos de gestão pública, notadamente os relacionados aos gastos orçamentários, apenas 59 das 223 Prefeituras paraibanas dispõem de sites com endereços eletrônicos oficiais.
Acompanhado do auditor Gabriel Aragão, o chefe regional da CGU – que também coordena no Estado as atividades do Fórum de Combate à Corrupção (Focco) – considerou que essa providência é de importância vital para o cumprimento daquilo que estabelecem as duas Leis, “em vista da capilaridade do Tribunal de Contas e de seu poder de arregimentação dos prefeitos e demais gestores públicos”.
“Nós já havíamos decidido emitir circulares às Prefeituras e a solicitação então feita pela CGU, nos reforça, agora, esse propósito”, observou o conselheiro Fábio Nogueira durante o encontro do qual também participou o ouvidor do TCE André Carlo Torres Pontes.
Os visitantes destacaram a importância do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres) – ferramenta do TCE em favor do controle externo – e consideraram que às Prefeituras já estariam atendendo, de modo parcial, à transparência dos próprios atos, se expusessem em seus portais as informações que repassam, obrigatoriamente, ao Sagres. “Apenas faltariam aquelas em tempo real, concomitante com a realização dos gastos públicos”, observou o auditor Gabriel Aragão.
Ele e o coordenador da CGU Fábio Araújo disseram aos conselheiros Fábio Nogueira e André Carlo que, em outros Estados, os colegas são costumeiramente pegos de surpresa com os avanços que já inscrevem o Tribunal de Contas da Paraíba na vanguarda do controle externo brasileiro. “Abrimos o Sagres e o Tramita (Sistema de Tramitação Eletrônica de Processos, outra ferramenta do TCE) e todos se surpreendem”, contou Gabriel Aragão.
BRASIL TRANSPARENTE – Ambos também falaram do “Brasil Transparente”, programa com o qual a CGU pretende estimular a transparência e o acesso à informação previstos, constitucionalmente, como direito do cidadão e dever do Estado. E estabelecidos, também, em normativos a exemplo da Lei de Responsabilidade Fiscal, da Lei da Transparência (Lei Complementar nº 131/09) e da Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/11).
A aprovação desta última garante aos brasileiros o acesso amplo a qualquer informação e documento produzidos ou custodiados pelo Estado desde que não tenham caráter pessoal e não estejam protegidos por sigilo.
Os dois representantes da CGU na Paraíba saíram do encontro com o presidente Fábio Nogueira e o ouvidor do TCE André Carlo Torres Pontes com o compromisso do fortalecimento da parceria entre ambas as instituições, em defesa das ações de controle externo dos atos e gastos públicos.
 TCE

terça-feira, 23 de abril de 2013

ATENÇÃO POPULAÇÃO DE DONA INÊS É HORA DE COBRA DO GOVERNO DO ESTADO;



Foto: Amanhã a partir das 14h no Auditório da Câmara Municipal de Dona Inês, acontecerá Audiência Pública para discutir as demandas do Município de Dona Inês para serem apresentadas na Plenária Estadual que ocorrerá sábado em Bananeiras. Contamos com a presença de todos!
Amanhã (24/04/2013) a partir das 14h no Auditório da Câmara Municipal deDona Inês, acontecerá Audiência Pública para discutir as demandas do Município de Dona Inês para serem apresentadas na Plenária Estadual que ocorrerá sábado 27 DE ABRIL em Bananeiras. Contamos com a presença de todos!
 Através do Orçamento Democrático Estadual já foram investidos recursos no laboratório do Hospital de Dona Inês, no auditório da Escola Humberto Lucena, Conclusão da Barragem jandaia e inicio da rodoviaPB103.
Agora é hora de pedir a Adutora de Jandaia, conclusão da PB 103 até Dona Inês,

Mude de prática; ao invés de bater palmas para mentiras de políticos em tempos de eleição, participe da Reunião preparatória amanhã 24  e dia 27 em Bananeiras. é hora de de deixar de fanático e passar a ser cidadão. não bata palmas cobre ações, serviços e obras do Governador, se não que vai ficar sofrendo é você.

Para Sempre Deus seja Louvado.

Contas de 21 prefeituras da PB são bloqueadas pelo Tribunal de Justiça


Bloqueio aconteceu para que seja cumprido pagamento de precatórios.
Débito das prefeituras chegam a cerca de R$ 554 mil, diz TJPB.


As contas bancárias de 21 prefeituras da Paraíba foram bloqueadas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) para o pagamento de dívidas públicas com pessoas físicas e jurídicas, chamadas de precatórios. O débito de todas as prefeituras chega a cerca de R$ 554 mil, referentes as gestões de 2010 e 2011, segundo o TJPB.
O juiz auxiliar da Presidência do TJPB, Carlos Eduardo Leite Lisboa, responsável no Tribunal para conduzir os processos de precatórios junto aos municípios e governo do Estado, afirmou que o bloqueio foi feito diante do descaso dos prefeitos que, ao aderirem em 2010 ao regime especial, não depositaram na conta de precatório nenhuma quantia para pagamento.
Conforme a publicação, os municípios que não depositaram o dinheiro para pagamento dos precatórios são: Carrapateira, Serra Grande, Prata, Nova Floresta, Bom Jesus, Coremas, Bananeiras, Lagoa de Roça, Gado Bravo, Caaporã, Malta, Itabaiana, Cacimba de Dentro, Marizópolis, Mamanguape, Bom Sucesso, Condado, Cacimba de Areia, Juru, Poço de José de Moura e Ingá.“Os prefeitos simplesmente ignoraram. Eles tinham o dever de repassar cada mês o valor para pagamento dos precatórios”, disse o magistrado. Ele ainda observou que, a qualquer momento, mais gestões poderão ter suas verbas sequestradas pelo Tribunal de Justiça. “Temos quase 50 processos de prefeituras em tramitação”, concluiu.
Ainda segundo dados do Diário da Justiça, as três prefeituras com os maiores valores são:Bananeiras (R$ 123.857,16), Itabaiana (R$ 77.400,57) e Caaporã (R$ 76.337,66). Já os municípios que possuem menores débitos são: Cacimba de Dentro (R$ 1.039,98),Marizópolis (R$ 1.721,04) e Bom Sucesso (R$ 2.000,00).
No ano passado, o Poder Judiciário estadual já havia encaminhado expediente a todos os municípios que se encontram com pendências em relação ao pagamento de precatórios, advertindo quanto à irregularidade. No entanto, constatou que a maioria encontra-se sem qualquer depósito efetivado, situação considerada muito grave pelos integrantes do Comitê Gestor de Contas Especiais do Estado (Precatórios), representado pelo TJPB, Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 13ª Região e Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região.
Do G1-PB

VERBAS DOS ÚLTIMOS DOIS ANOS PARA DONA INÊS-PB


ARRECADAÇÃO DE 2012:
             DONA INÊS-2012
MÊS
VALOR
JAN
R$ 1.156.795,50
FEV
R$ 1.176.514,89
MAR
R$ 1.190.804,92
ABR
R$ 1.756.395,75
MAI
R$ 1.267.454,56
JUN
R$ 1.062.575,04
JUL
R$ 959.914,31
AGO
R$ 971.162,95
SET
R$ 871.459,89
OUT
R$ 1.387.676,23
NOV
R$ 1.164.573,46
DEZ
R$ 1.871.700,11
VALOR TOTAL R$ 14.837.117,61


PARA A SAÚDE ANO 2012:
MÊS
VALOR
JAN
R$ 88.848,96
FEV
R$ 196.873,97
MAR
R$ 204.975,06
ABR
R$ 170.509,20
MAI
R$ 158.221,12
JUN
R$ 135.414,12
JUL
R$ 265.759,07
AGO
R$ 273.719,13
SET
R$ 174.208,22
OUT
R$ 203.468,32
NOV
R$ 168.892,15
DEZ
R$ 364.535,81
VALOR TOTAL R$ 2.405.425,13

ARRECADAÇÃO DE 2013:
MÊS
VALOR
JAN
R$ 1.010.520,11
FEV
R$ 1.315.719,98
MAR
R$ 791.898,54
ABR
R$ 522.102,08
MAI
R$
JUN
R$
JUL
R$
AGO
R$
SET
R$
OUT
R$
NOV
R$
DEZ
R$
VALOR TOTAL R$ 2.848.342,17

PARA A SAÚDE EM 2013:
MÊS
VALOR
JAN
R$ 5.272,85
FEV
R$ 163.660,75
MAR
R$ 167.893,54
ABR
R$ 142.619,97
MAI
R$
JUN
R$
JUL
R$
AGO
R$
SET
R$
OUT
R$
NOV
R$
DEZ
R$
VALOR TOTAL R$ 479.447,11
Fontes: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba
Fundo Nacional de Saúde